This user account status is Aprovado

This user has not added any information to their profile yet.

Dados Profissionais

São Paulo (SP)
Palestras
Educação, Gestão de Pessoas, Inovação, Motivação
Claudio Thebas é educador, escritor, palestrante, publicitário e palhaço, é especialista em questões essenciais do relacionamento, como construção da sensação de Pertencimento, da confiança, e da escuta. Cláudio é pós graduado em Pedagogia da Cooperação.

 

É autor dos livros Amigos do Peito, Guia prático para Fazer as Coisas, O menino que chovia, O comilão e O Palhaço e o Psicanalista – Como escutar os outros pode transformar vidas.

 

Thebas é um colecionador de prêmios e de números expressivos em sua carreira. Seus livros já venderam mais 700.000 exemplares em todo Brasil.Sua web série “FALA QUE EU NÃO TE ESCUTO” tornou-se um fenômeno na internet com mais de 1.500.000 acessos no youtube.

 

É criador de vários projetos de transformação como as Forças Amadas, o Playmonday, e o Tomaraquide.
 

Palestras

 

Sua vasta experiência na condução dos mais variados grupos e plateias, somada a bagagem acumulada em 20 anos de trabalhos relacionais, o levaram a ser hoje um dos mais modernos e antenados palestrantes da atualidade.
 
Suas conferências se destacam por unir diversão e conteúdo de forma profunda e surpreendente e já foram assistidas por mais de 500.000 pessoas em todo Brasil.
 
Claudio Thebas foi palestrante no TEDX Jardim Botanico. E mestre de cerimônias do TEDX Vilamadá, e TEDX Fmusp.
 
Palestra Sacoletras
É realizada para funcionários dos mais diversos segmentos e empresas. Apesar de estar distante de malabares e cambalhotas, quem ministra a palestra é o palhaço Olímpio, vivido por Cláudio Thebas., cuja principal ferramenta de seu trabalho é ser humano.
 
O objetivo da palestra é motivar e mobilizar verdadeiramente os grupos corporativos. A frase que serve de base pedagógica e que inspira a palestra foi dita por Albert Einsten: “Brincar é a forma mais elevada de fazer pesquisa”. Para exemplificar que o físico e pensador estava correto, pode-se citar as crianças que brincam de casinha, de carrinho, de médico, de polícia e ladrão para compreender melhor o mundo ao qual elas pertencem.
 
É compreensível que os funcionários das empresas ao verem o palhaço chegando à sala se espantem, pois o Sacoletras está inserido em um ambiente corporativo de palestras restritas ao negócio. Apesar das diferenças, a quebra dessa barreira acontece rapidamente com a conversa inicial e os jogos que promovem a vivência de situações do dia a dia.