Ana Costa
Ana Costa
Motivação, Superação de Limites
Região: São Paulo, São Paulo

Biografia

Ana Costa trabalhava como diretora de departamento em um hospital, porém, em 2014, aos 48 anos, sofreu um Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVCI), causado por stress no trabalho. Fato que a levou a adquirir a Síndrome de Gerstmann, cuja diagnóstico foi definido somente 2 anos após o episódio isquêmico. Ela estava elaborando um relatório de trabalho quando passou mal e caiu sobre o computador. Meses após retornar da licença médica foi exonerada do cargo. Uma semana depois o companheiro se separou dela; Estava fazendo doutorado em Ciências da Saúde na USP (Universidade de São Paulo), faltavam pouco mais de 6 meses para defender a tese, mas teve de cancelar o curso em razão do esquecimento (sequela do AVC); também esqueceu o idioma português. Ainda cursa aulas, pois teve que reaprender tudo. No início se comunicava mais em inglês e francês, e ficou se expressando com sotaque estrangeiro.
 
A Síndrome de Gerstmann é um distúrbio neurológico raro, geralmente causada por isquemia, traumatismo ou AVC. Tem como sintomas: dificuldade de expressão escrita; de compreender matemática (Ana Costa não consegue fazer mais nenhum cálculo); dificuldade de distinguir os dedos da mão; e desorientação de lateralidade (direita/esquerda). Além de outros sintomas, como afazia, esquecimentos, troca dos nomes de pessoas e objetos, e falta de sensibilidade em uma das mãos (por conta da isquemia cerebral). A síndrome não tem cura. O tratamento é apenas sintomático, com terapia cognitiva para adaptação à nova realidade. O neurologista e neuropsicólogo são os profissionais habilitados à reabilitação. Sua vida é de aprendizado diário. Vive com algumas limitações, mas se vira muito bem. Porém, vira e mexe depara com desconfianças e hostilidades pela deficiência não ser visível. Os especialistas garantem que o diferencial na evolução positiva de seu tratamento é a reserva cognitiva que tem por conta de ler muito desde criança. Hoje, faz campanha e palestras com objetivo de incentivar a leitura. Se a leitura a ajudou, por que não incentivar o outro a ter o mesmo hábito para que eventualmente seja também ajudado? Apesar das limitações se tornou escritora para se reinventar. Tem ajuda de professores de português e de processadores de texto. No período de 2016 a 2019 publicou 2 livros, está escrevendo o terceiro, e participou de 5 antologias.
 
ANA COSTA é piauiense de nascimento e paulistana de coração. Atuou por três décadas na área da saúde: em Assistência, Ensino, Pesquisa e Gestão Pública, período no qual publicou artigos em revistas científicas. Leitora compulsiva, viciada em música, viagem, praia, óculos e psicanálise. É autora de crônicas e contos. Escreve exatamente o que gostaria de ler e usa a sensibilidade e o timing cômico para transformar situações comuns do dia a dia em histórias instigantes. Estreou como escritora com o livro autobiográfico Volta, se houver motivo para voltar, lançado na cidade de São Paulo em 2016; em Lisboa, Portugal e em Montreal, Canadá em 2017. Já está na 3ª edição. A obra ganhou o “Prêmio Troféu Literatura 2017”, na categoria de melhor livro biográfico de língua portuguesa, e concorreu ao Prêmio Jabuti no mesmo ano; ganhou também o IV Prêmio Helvétivo-Brasileiro, na categoria de melhor biografia, cuja honraria foi realizada dia 30 de abril de 2019, em Genebra-Suíça. Sua mais nova obra, “Razão para ser louca”, foi lançada em junho de 2018, em São Paulo, e em outubro do mesmo ano no IV Salão do Livro de Lisboa e Covilhã, Portugal. Neste último livro a autora aponta questões cuja essência mostra a maneira livre, leve, solta e louca de viver. As duas obras também foram lançadas na 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo 2018, e no Salão Internacional do Livro de Genebra-Suíça, cujo evento contou com a participação da escritora, nos dias 1 a 5 de maio de 2019. Ana Costa teve oportunidade de trocar experiências com colegas escritores de toda a Europa; e interagir com autores mundialmente reconhecido, como a ex-Presidente da Academia Brasileira de Letras, Ana Maria Machado e o autor moçambicano Mia Couto. Ana Costa é coautora das antologias: “Escritores da Língua Portuguesa, edição bilíngue, português-francês”; “Eternamente Você”; “O silêncio das palavras”; “Inquietação”; e “Protagonismo Feminino”.


      

Precisa Contratar um Palestrante?

Conheça o elenco de palestrantes verificados e encontre o profissional certo para seu evento!

Permita-se experimentar. Ninguém pode garantir que dará certo, mas, se você errar o alvo, poderá experimentar de novo.

Leila Navarro
Palestrante de Sucesso

Saiba que são suas decisões, e não suas condições, que determinam seu destino.

Tony Robbins
Palestrante de Sucesso

Faça Seu Cadastro e Torne-se Um Palestrante de Sucesso!