Polinizar é Preciso

Polinizar é Preciso

Autor: Palestrante Paulo Antunes

Peter Drucker sempre foi admirado em todo mundo acadêmico e corporativo como um dos maiores, conhecedores da administração moderna.

É reconhecido como um dos pensadores do “fenômeno dos efeitos da globalização na economia em geral e em particular nas organizações, subentendendo-se a administração moderna como a ciência que trata sobre pessoas nas organizações, como dizia ele próprio.”

Foi professor, consultor e palestrante sobre gestão e liderança mais concorrido do mundo, com trabalhos relevantes nas maiores organizações e até mesmo países.

Recebeu convites das maiores corporações do mundo para ser dirigente e conduzir os rumos dos seus negócios, sem nunca ter aceitado.

Em uma de suas últimas entrevistas, indagado sobre esse fato, revelou que nunca se sentiu em condições, pois pelo conhecimento que tinha sobre o assunto, com relevante destaque para a dinâmica das pessoas nas organizações, e conhecendo a si mesmo da forma como conhecia, não poderia aceitar.

Uma grande lição de humildade e sabedoria.

A liderança precisa ser cultivada nesse ambiente.

Um olhar de helicóptero sobre si mesmo e sobre três premissas básicas:

• Competência;
• Propósito;
• Caráter.

É uma combinação perfeita de premissas e não se pode abrir mão da existência na plenitude das mesmas.

Como na propriedade comutativa da multiplicação, a ordem dos fatores não altera o produto, porém se um dos fatores for zero (0), teremos como produto final também zero (0).

Esse é o grande desafio dos nossos tempos.

Precisamos multiplicar os bons líderes, para subtrair os não líderes.

Os bons líderes possuem competência, caráter e propósito, pautando suas atuações na humildade e sabedoria.

Os bons líderes se tornarão melhores na medida que se multiplicarem nas organizações.

Polinizar competência, propósito e caráter, através da humildade e sabedoria faz parte das trilhas que precisamos seguir.

Os trilhos atuais podem ter transformado essa propriedade básica da liderança, mas sua essência permanece viva, latente e resistente ao longo dos tempos.

Polinizar é preciso.

PAULO ANTUNES
Palestrante