Empresas inovam na busca para poder reter e motivar seus funcionários

Empresas inovam na busca para poder reter e motivar seus funcionários

Autora: Palestrante Bya Rodrigues

Há hoje, uma grande necessidade em fazer com que os colaboradores sintam-se envolvidos e motivados a desempenharem suas atividades dentro da empresa.

Pois muito se fala que a produtividade está diretamente ligada a satisfação do funcionário em relação a atividade que realiza, com seus colegas de trabalho, chefia e com a empresa em geral.

Mas afinal os benefícios de se ter uma equipe motivada e comprometida com a organização são inúmeros: funcionário tem a capacidade de produzir mais qualitativa, ou seja, melhora no relacionamento e atendimento ao cliente e quantitativamente através do aumento de vendas e redução do desperdício.

Pode diminuir tanto o absenteísmo (faltas) quanto o “presenteísmo”, estar na empresa com a cabeça em outro lugar, os acidentes de trabalho e doenças, assim como o número de afastamentos e conflitos interpessoais.

Talvez por tudo isso é que as empresas não tem medido esforços pra poder alcançar seus objetivos e envolver seus funcionários nesta busca.

E uma prática que vem crescendo muito são os projetos voltados pra área de Qualidade de Vida.

Programas direcionados a melhoria da Saúde Física, Psicológica, como Programas antistress, relaxamento e até meditação.

Principalmente em ambientes onde se tem muitos afastamentos por problemas posturais e mentais como em hospitais tem tido na prática da meditação resultados surpreendentes em relação a diminuição do índice de afastamento e satisfação dos seus funcionários. Muitas empresas tem percebido que investir e propiciar condições da prática de exercícios físicos, como implantação de academias no ambiente de trabalho, tem compensado o investimento visível pela melhora na produtividade e diminuição do número de faltas.

A Ginástica Laboral veio contribuir muito, mas agora as empresas têm buscado um algo a mais pra poder complementar as exigências cada vez maiores dos seus colaboradores.

E tem feito parte dessa nova gama de novidades programas voltados a saúde do colaborador onde as empresas tem lançado mão de tudo pra diminuir o stress e estimularem mais suas equipes como shiatsu, acupuntura, avaliação postural, grupos de sensibilização quanto a alimentação, planejamento de vida, palestras com temas como álcool, drogas e cuidados com a saúde. Outra prática tem chamado muito a atenção e caiu no gosto de todos são os pra programas ligados a autoestima. Vale brindes que dão direito a manicure, hidratação capilar e até massagens relaxantes. E alguns profissionais dessa área perceberam aí um novo nicho de negócio e se dispõem a fazer atendimento na própria empresa pra facilitar o acesso a serviços que normalmente as pessoas não tem tempo de buscar fora do ambiente de trabalho.

Portanto fica cada vez mais claro que o salário não motiva e nem consegue reter um funcionário que busca cada vez mais um ambiente saudável, bons relacionamentos e a certeza de que a empresa o valoriza e está fazendo de tudo pra mantê-lo trabalhando cada vez melhor e mais motivado, tendo a certeza de que este bem estar será sem dúvida alguma será recompensado através de bons resultados pra cada investimento gasto com ele.

BYA RODRIGUES
Psicóloga e Palestrante